27 de jun de 2006




QUANDO ME CATIVASTE

quando tu me cativaste

eu era outra criatura

envolta em vestes de sonho

olhar pousado nas nuvens

pressenti teus passos longos

no vôo da gaivota

no cheiro do mar e das conchas

lembro-me era verão

um cálido tempo de amar

quando tu me cativaste

o mundo era azul, lilás meu olhar

o viver era tão intenso

tua voz, cantiga de ninar

teu olhos, negros como a graúna

tuas palavras escorrendo como mel

nos meus lábios ávidos

quando tu me cativaste...

e no dia em que partiste

parti-me

parti

sem ti

de ti

anamariaw

25 de jun de 2006



PARA O ANJO POETA


ele é um poeta cristalino

anjo-menino

sereno e doce

que sempre oferece flores

como se nada mais houvesse

que o lirismo e a beleza

ele é meigo e suave

sua voz sussurra ternura

nada mais que um porto seguro

em mares azuis e calmos

jamais seus dias são escuros

ele é o poeta dos anjos

a poesia, sua grande companheira

que sempre com ele anda faceira

a festejar cada dia

de onde veio este anjo translúcido

sem mágoas e sem nostalgia

me indago intrigada

onde encontrar esta estrada

esta alegria encantada

que este anjo encontrou um dia?

magia!


anamariaw

14 de jun de 2006

UNI VERSOS


Uni versos

Você tem lábios de mel?
Não sei... Mas você descobrirá
Você é chuva mansa na primavera
Choverei para te fazer arco-íris
Carícia de brisa morna?
A amaciar tua pele...
Você impele meus remos pelo mar infinito
Levando-a ao horizonte de seu prazer
Como um grito preso na garganta... Um gemido
Rútilo de amor e sedução
Surgido desse amor dissoluto
Viverei então sua fantasia divina
Preciso paz desse amor bendito
Iluminado seja tua graça
Me abraça chama quente... Me ilumina
Te invado e acendo sua chama... Me ama...
Não mais menina mulher melhor luar
Reflexos do mar... Um leve sonhar
Poetar...
Poetar...
Da vida... O mar... Nosso nobre amar
Serena fonte de quebranto... Meu altar...
Branca... A flutuar te unirás
Herdarás meu legado de amor
Gerarás frutos sem dor
De teu amor luares gestarei
Universos explodirão em comunhão
Lembra...? Lembra...?
O futuro no passado se anuncia
Foste vida... Amada e ressurgida
Nesta trilha que nos resta percorrer...
Completaremos... Atentos... O saber viver
Infinitos... Livres... Eternamente
Completos extenuados de nosso prazer.

(Ana Wagner & Flacast 27.06.07)