27 de fev de 2007

NÃO DIGA NADA!



Não diga nada!

Coração não diga nada
És o pior conselheiro
Pedaço de mim perecível
Machucado fragmento
Sou uma mulher sensível
Meu sussuro é um lamento
Temerosa do incerto
E do improvável momento
Talvez por demais temerosa
Do sentimento que me invade
Olho para a tarde nebulosa
Tarde magoada e transformada
Tarde quase tornada noite
As saudades enterradas
Tudo conspirando
Para que na correnteza
Desprendendo-se de mim
Eu de mim escape ilesa


Ana Wagner

20 de fev de 2007

ATO!


ATO !

PRÓLOGO

conhecimento
fonte de luz
clareando a razão

DIÁLOGO

acende a chama
ardente encanto
ventura urgente

EPÍLOGO

essência intensa
abismo sedutor
resumo e êxtase

APOTEOSE!

Ana Wagner

18 de fev de 2007

OLHOS VERDES




Olhos Verdes


Olhos verdes

gotas de oceano diluidas

no cristal de luz das retinas

brisa refrescante


Olhas verdes


florestas tropicais

grama molhada

banho de chuva

repentino sôpro


Olhos verdes


Perfume de ervas

flores do campo

brilho na tarde

mar sereno


Olhos verdes


trazendo o norte

sorte indizível

graça impensável

berço aconchegante


Olhos verdes


profunda onda

insondável mistério

etérea energia

iluminando as trevas


Teus olhos verdes


Verde esperança

fugaz bonaça

deslumbrante momento

eterno encantamento!


Ana Wagner

10 de fev de 2007

DESTINO INDIFERENTE



Destino Indiferente


A vida é tão incerta

e o destino indiferente

Ao sol crepuscular

de meu desejo ardente

na fogueira do instinto

a crepitar

ao eterno desespero insano

estranhas emoções

a embalar volúpias

seiva, suor, sangue, saudade

luz, pensamento, mar


Meu coração é um breu

segue a larga e longa estrada

e o destino, Indiferente....


Ana Wagner

5 de fev de 2007

TEU SILÊNCIO


Teu silêncio

Quando te calas
mar aquieta
nuvem escurece
nó no peito
gosto amargo
olho a festa
choro manso
lembro passado
poço de culpa
areia - lama
caminhas na dúvida?
corres da certeza?
ou voas indiferente?
na linha do horizonte
olhar de sol poente

Ana Wagner

4 de fev de 2007


PARA O POETA, EM SEU ANIVERSÁRIO

Amigo poeta!


Que o poema seja
raio, sol, menino
pedra, brilhante, luz
flor, perfume, um hino

o amor
terno, cálido, e duradouro
e te aconchegue em seu regaço
e em cada passo te persigam
gestos, sons, abraços

a vida
leve, trilha, chegada
regada de encanto,amizade, fascínio,
embalando, enamorada
sonhos, verdades, destino.

Ana Wagner