23 de mar de 2007



NOVAS ERAS

Universos Paralelos
paralelas passagens
vazias passarelas
a Luz, a Paz, o Ser
o renascer da dúvida
cada vez mais distantes
os Entes, os poentes
as Eras, árida busca
Meridianos etéreos
estéreis palavras
soam aos ouvidos cínicos
simulando grandes verdades
e o deus sol sempre se pondo
sem piedade...

Ana Wagner

13 de mar de 2007

MOEDA SEM VALOR




Moeda Sem Valor

palhaço sem público
a vida me vence
me solta e recusa
viúva que sou
de sonhos guardados
moeda sem valor
querendo comprar
o intocável...

Ana Wagner

12 de mar de 2007


Lágrima Dividida



Lágrima Dividida

Dividimos a lágrima
ao meio
escorreram
líquidas estrelas
formamos um céu luminoso
para enfeitar
a branca lua
de nossa fantasia...

Ana Wagner

4 de mar de 2007

A ÚLTIMA GOTA



A ÚLTIMA GOTA


Livre
Serena
Em meu leito tranquilo
Ao brilho
Estremecido dos segundos
Sigo, mesmo a esmo
Em meu destino
As lembranças
Amareladas
Esmaecendo
E uma estrada
Por onde ninguém
Além de mim (além de nós)
Passará.
Que se há de fazer
Com a vida
Senão vivê-la
Até a última gota?


Ana Wagner


3º LUGAR NO 1° CONCURSO DE POESIAS BRINCANDO DE POETAR

3 de mar de 2007

BEIJO ROUBADO (dueto)


BEIJO ROUBADO

Céu de veludo
mar de teus olhos
verdes
vermelho de vida
desusada
beijo roubado
na sombra da lua...
.......................
Céu; busco no escuro
de tua boca vermelha.
Mar; balanço de meus pensamentos
navegando em torno de ti
No fundo castanho dos sóis
que aquecem meu corpo quando se fecham
O vento; você chegando de mim,
à mim mesmo, sem avisar, vela aberta
Vela que envolve, acaricia,
molha e guia o que vem, puro, pra ti
Beijo roubado
Na sombra da Lua!

Ana Wagner/ MAB