14 de set de 2006

DOR


DOR


Ah! esta noite

me atravessa o peito

um grito insano

uma dor sem nome

onde está aquele

dono dos meus sonhos?

Se foi como o raio

que escuto lá fora

temporal de cinzas

em minha triste vida

solidão, sombras

desesperança...


Ana Wagner