28 de fev de 2008

LUNA






A VIDA PASSANDO

quando vieres traz aquele teu abraço
que cheira a terra molhada
e capim cortado.
Me tráz também um punhado de flores
de flores do campo, de margaridas,
e estrelas azuis nos teus olhos
castanhos.
Tráz tua boca serena de orvalho
que eu quero matar minha sede,
sentar ao teu lado
na beira da estrada,
comer carambolas, catar joaninhas
olhar a boiada levantando a poeira
e espalhando o cascalho.
é tudo o que quero,.
deixar a vida passar e mais nada...


...............................£una

26 de fev de 2008

GUSTAVO DRUMMOND











QUERIDA


Na imensidão do mar, sem medo,
ouso te amar ao sabor das ondas,
areia e marés,
vitória-régia, igarapé,
Pântanos e platôs,
Beijos, toques,
Nascente,
correnteza,
princeza do Mar
Certeza na terra,
Amar que encerra
Encarcera,
Prende em suas teias,
Por todas vias,
Sempre te via,
Agora te vejo,
Seu nome lia,
Agora beijo,
Escrito
no infinito!...
[gustavo drummond]

IZABEL DIAS













MENINA E MULHER



Contradições de tempos...
Menina e mulher...
Meu eu agora, quer o sonho real.
Olho no espelho e ainda estou lá.
Aquela menina sonhadora que daria
tudo pra perder-se no mar de teus olhos,
enquanto a boca, beijava a poesia.
Mas, se o sonho for real, será normal?
Não gosto do normal...
Gosto da loucura da imaginação,
do que apenas uma mulher é
capaz de ousar;
mas, também guardo a menina,
que sempre te esperou...
A toda hora eu tropeço no cotidiano,
e caio nos braços do delírio de ser,
aquela que você elegeu sua rainha.
Estou aqui, mas viajando em você,
e no mundo encantado que me trazes.


(Izabel Dias 25/02/2008)

20 de fev de 2008

TADEU PAULO









O ORGULHO DE SER . . .


alguns
casam-se com
a destruição
porque
amam aniquilar
vivem
na podridão moral
porque o mal
é que os alucina
e os domina
por inteiro
só sentem prazer
na dor
que sua maldade
-- por inveja --
pode trazer ou criar

eu prefiro
a dor da tristeza
porque ela purga
limpa e nos torna
leves como
nossa alma
e não escondo
meu rosto
nem meu nome
nem meu passado
ou meu presente

orgulho-me de ser
o que sempre fui
orgulho-me de amar
orgulha-me
ser parte do amor !


(Tadeu Paulo -- 2008-02-17)
Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 18/02/2008
Código do texto: T864414


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

NEUZA MARIA





Amo você!

Amo teu rosto sério,
de quem tem muita amargura.

Amo teu corpo tenso,
de quem tanto se tortura.

Amo este jeito simples,
de quem quer se esconder.

Amo este nó no peito,
só em ouvir "Amo você!

Sou esta brisa leve,
que liberta teus anseios.

Sou este sol que brilha,
e ilumina teu viver.

Sou a janela aberta,
onde vê a liberdade.

Sou aquele sorriso,
de paz e tranquilidade.

Sou aquele carinho inteiro,
que sempre sonhou e quis.

Hoje, sou toda realidade,
quem tanto o ama e faz feliz.

Neuza Maria

18 de fev de 2008

ADEMIR ANTONIO BACCA









porto seguro


recolho as velas
toda vez que aporto
em teu corpo
vindo de uma noite
de palavras à deriva

No aconchego
dos teus braços refaço
o mapa do poema

© Ademir Antonio Bacca
do livro “O Grito por dentro das Palavras”
.............

17 de fev de 2008

CLARA STRAPAZZON











 POR UM TRIZ

(Clara Strapazzon)

Vesti roupas novas
Mudei meu estilo
Busquei outros braços.

Disfarcei meu cansaço
Com tintas modernas

Joguei nas cavernas
Esperas sofridas
Validade vencida

Em outros caminhos
Conduzi meus passos

Meus sentimentos
Joguei num chumaço
Quando ia atiçar fogo
Uma voz me chamou

Olhei pelo espelho,
Qual anjo da guarda
Alguém me abraçou!

EDUARDUS POETA







ARDENTES

que nossos corpos
sejam brasas
que nossas bocas
sejam água
nossa respiração
vento
que sejamos
ardentes
amantes
feitos vulcão
em constante
erupção
que nada apague
todo esse desejo
e que nossas labaredas
queimem
e incendeiem
outros corpo
e queseu desejos
sejam como os nossos
ardentes
e totalmente inconseqüentes

9 de fev de 2008

SANDRA DE ALMEIDA










SonhAmar


Quero afagar a Lua
com as mãos quentes,
e olhar carente.

Entregar-me as luzes
das estrelas,entretendo
a solidão insistente,
de minha alma.

Sonhar um encontro
no Universo, rodeada
de astros observando,
nossos corpos unificados!

Sandra de Almeida

ERODE LINO LEITE








FELINA


Vem à cama

felina no cio

arranha

desperta desejos

incontidos

enlaça nas garras

nos gemidos

saciada adormece

singela ressona

abraçada sonha.

Erode lino Leite

DORA DIMOLITSAS









As notas musicais povoam meu sonho,


Quem és tu que transforma minhas noites

E me faz chamar o teu nome baixinho,

Evocar as estrelas,

Falar com o vento,

Responder no silêncio.

Quem és tu que me faz

Senti teu toque,

Beijar o vazio.

Me calo te escuto.

Deito-me te sinto.

As notas musicais povoam o meu sonho

Dora Dimolitsas

7 de fev de 2008

OSWALDO ANTÔNIO BEGIATO









PROCRIAÇÃO

Oswaldo Antônio Begiato

Quero-te na tua mais livre
profundidade
Palmilhando as minhas mais insensatas
superfícies
Como se eu fosse um prato raso
Com o ventre repleto de desejos tenros.

Quero-te na tua mais fraterna
lógica
Defendendo as minhas mais insensíveis
demências
Como se eu fosse uma rua estreita
Com o ventre repleto de paralelepípedos turvos.

Quero-te na tua mais igual
exatidão
Inventariando as minhas mais insanas
incoerências
Como se eu fosse um ponto cego
Com o ventre repleto de brotos ternos.

Quero-te, sobretudo, na tua mais pródiga
fecundidade
Alimentando as minhas mais inservíveis
esterilidades
Como se eu fosse tua filha bastarda
Com o ventre repleto de promessas toscas.