14 de set de 2006

DOR


DOR


Ah! esta noite

me atravessa o peito

um grito insano

uma dor sem nome

onde está aquele

dono dos meus sonhos?

Se foi como o raio

que escuto lá fora

temporal de cinzas

em minha triste vida

solidão, sombras

desesperança...


Ana Wagner

5 comentários:

Anônimo disse...

Bonito seu blogger, parabéns

Este retrata muito bem o abandono, beijos

Anônimo disse...

"onde está o dono dos meus sonhos?"
Quantas e quantas vezes nos fazemos essa pergunta!?
E quando não encontramos resposta, na maioria das vezes, uma dorzinha bem no fundo do peito, se apresenta em seu lugar!
Poema Triste, mas lindo e verdadeiro!
Beijos
Clara

aninha disse...

Que lindo Clarinha! O teu comentário
é uma poesia. Beijos amiga!

ana wagner disse...

Agradeço também
ao anônimo visitante.
Seja bem vindo!

Aroeira disse...

eu e vc estamos competindo quem estava mais down na época? rsrsrs mas uma coisa é certa: o sofrimento nos faz fazer coisas belas. rsnif

bjos