13 de mar de 2007

MOEDA SEM VALOR




Moeda Sem Valor

palhaço sem público
a vida me vence
me solta e recusa
viúva que sou
de sonhos guardados
moeda sem valor
querendo comprar
o intocável...

Ana Wagner

2 comentários:

zealfredo disse...

Será que isso tem alguma coisa a ver com o passar do tempo, e a angústia do corpo fenecendo?

RABISCOS DIGITAIS disse...

boa noite, ana ! muito obrigada por elogiar meu blog, mas são só rabiscos... quanto a tua poesia adorei e te convido a participar de minha comunidade escolar " fique por dentro " e que vc abra um tópico para divulgar o teu trabalho! será um prazer!!! um abraço e fique com Deus

FIQUE POR DENTRO
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=24419798