11 de jan de 2007

TRES POEMETOS



Infinito
inquietude
barco na noite
estrela brilha
mar sangrento
solitude

Ana Wagner


Nenhum comentário: