15 de nov de 2007

SINA

***
SINA

Seremos sonhos
serenas sombras
sonoras somas
selvagens sinas.
Sem silêncios,
só sentimentos.
Sobrarão saudades.
Serenidades...

Ana Wagner

***

22 comentários:

geisa disse...

Geisa:
Amiga, temos na Devaneios um tópico "Brincando com a mesma letra". Já publiquei o seu lá.
Beijocas, boa noite

fabrício disse...

Fabrício:
Aninha, adorei SINA! Obrigado pelo envio!
Beijos

carmen disse...

Carmen:
Aninha querida,
Ameiiiiiii!... Obrigada pelo seu carinho e delicadeza!
Beijos de luz,

cecília disse...

cecilia:
Oi Aninha, tenha uma linda noite vc tbm !
Obg pelo poema , lindo!
Bjs c/ carinh

sandra disse...

...Sandra:
Que lindo poema,amiga!
Bjs carinhosos

roberta disse...

***Roberta***:

Que liiiiiiiiiiiiiiiiiiiindooooooooooooooooooooooo!!!
Ameeeeeeei "Sina"! Demais, demais!
Bom, que fã não acharia lindo?
Gosto mesmo do seu jeito de compor seus versos.
Beijo grande, Aninha!
Uma noite de lindos sonhos a vc!
Ro.

fabrício disse...

Fabrício 2
Obrigado Aninha.

Boa noite a você também, poetisa

leni disse...

Leni:
Gostei muito aninha...
SINA

seremos sonho
serenas sombras
sonora soma
selvagem sina
sem silêncios
só sentimentos
sobrará saudades
serenidade...

Ana Wagner

marco bastos disse...

, Marco Bastos:
Obrigado, Aninha, pela linda Sina. Gosto muito de suas poesias.
Boa noite e bons sonhos.
beijo.
Marco.

carmen disse...

Carmen:
Lindo, Aninha!
Beijos

lebr e de março disse...

intimismo em poucas, mas profundas palavras. entre os enormes sentidos impressos em serenidade e saudades..
ótimo escrito, boa sorte em seu local...

erode disse...

Erode:
Olá Aninha, bom dia! Lindo poema "Sina"! Bem trabalhado, construído no som sonoro sibilante dos "esses"! Gostei muito, ficou excelente! Bravos.

lenise disse...

Lenise:
Aninha!! Que lindoooo!
Amei tudo! O poema! Divino! Que criativo isso de usar as palavras todas com "s"!! Amei!
A formatação também está maravilhosa, a figura....a combinação de cores...tudo!
Beijão!

tadeu paulo disse...

Tadeu Paulo:
Que maravilha de poesia, SINA ! Poemeto com muita força e muito brilho em poucas palavras!
Beijos..

Oswaldo disse...

Aninha,
Que delícia de esses......eu gosto de fazer acróstico. Nunca tentei fazer uma poesia com uma letra só como essa. Parece que Cecília Meireles fez uma assim..
Admiro muito, ainda mais quando fica bonita, feito a sua..
Tenha uma linda sexta, e úm ótimo final de semana..
bjos.w

benvinda disse...

Benvinda:
Lindo tua SIna!!!
Poetabeijos

Bemtevi

lebre de março disse...

agradeço também sua polida visita,
pois que apreciei seus escritos, também farei visitas aqui, vez ou outra.
obrigado pela atenção, e muito boa sorte...

joaquim moncks disse...

Joaquim Moncks:
Já está ao pé da página o meu "comentário" à tua SINA! Rsrsrsrsrsrs! Parabéns! Beijos do poetinha JM.

clara disse...

Clara.·☆.·“´☆:



Parabéns pelo destaque na comunidade

Suas poesias são lindas - você merece !!!

Beijos

joaquim moncks disse...

Tudo bem Aninha? Por primeiro, quero agradecer a remessa que me fizeste faz alguns dias (quando chegou à minha página) deste belo exercício de síntese e ritmo. Daí o atrevimento em te pedir a publicação destes versos aqui no Recanto. No poema "SINA", que andejou no meu Orkut, estava "sobrará saudades", portanto havia lapso na flexão verbal, o que percebo já está corrigido na atual publicação. Em todo o texto poético está facilmente perceptível o reiterado exercício de ritmo, utilizando a figura de linguagem 'aliteração', que nada mais é do que a rima interna (resquício da rimação, no verso clássico), hoje presente na poesia da modernidade. O som sibilante do "s" linguodental é dominante, assim, para aliterar perfeitamente, seria interessante que todos os vocábulos passíveis de flexão verbal estivessem no plural. Parece-me que o efeito plástico de oralidade teria ganho em sonoridade e conseqüente ritmação. Algumas pausas, respiros longos - de que o ponto é o sinal gráfico - ajudariam na sugestionalidade, caraterística da plasticidade, na poética de síntese da contemporaneidade. Assim, pedindo escusas, o poema teria o seguinte formato: Seremos sonhos/ serenas sombras/ sonoras somas/ selvagens sinas./ Sem silêncios, só sentimentos./ Sobrarão saudades. Serenidades...//. Além da forma, com os recursos de signo, palavra e sinais gráficos, o poema ganha alguma rarefeita transcendência. Afinal, ganha em poética. Grato por me autorizares o exercício da análise crítica. Beijos do JM.
Enviado por Joaquim Moncks em 17/11/2007 03:32
para o texto: SINA (T740258)

sirlei disse...

Divina aliteração em ritmo da emoção. adorei ler vc por aqui. bjos amiga!
Enviado por Sirlei L Passolongo em 16/11/2007 23:45
para o texto: SINA (T740258)

henricabilio disse...

É muitooooo "S"; sobra sempre a saudade... Pleno destaque do mestre Moncks. Um abraçooo luso!
Enviado por HENRICABILIO em 19/11/2007 18:02
para o texto: SINA