5 de fev de 2007

TEU SILÊNCIO


Teu silêncio

Quando te calas
mar aquieta
nuvem escurece
nó no peito
gosto amargo
olho a festa
choro manso
lembro passado
poço de culpa
areia - lama
caminhas na dúvida?
corres da certeza?
ou voas indiferente?
na linha do horizonte
olhar de sol poente

Ana Wagner

2 comentários:

sidney disse...

"Teu Silêncio" fala de um grito, um grito mudo, solto, preso entre os nós que mimetizam nossas almas. Beijo alma linda.

dryka disse...

Que maravilha!!!
bjos minha querida.