28 de jun de 2007

INSÔNIA



INSÔNIA

Sonho-te acordada
na madrugada insone
mãos em delicado
girassol
seara de trigo teu corpo
incendiado
semeio carícias
pele estremece
florescem desejos
na alvura da pele
um apelo, arrepio
flores de inverno
sedução
sementes
de paixão
Cio
--
Ana Wagner

Um comentário:

Joaquim Marques disse...

Tenho insónias
Ao relento
Angustia duma atitude
Que me ocupa o pensamento.

Joaquim Marques