28 de jul de 2007

PÁSSARO FERIDO


PÁSSARO FERIDO

Pássaro ferido
recolho as asas
procuro abrigo
aconchego de ninho
viver, renascer
voar sem destino
sorver alegria
calar minha dor
não sei mais a rota
nem brisa, euforia
percorro o abismo
no espaço da vida
vou ser espantalho.

Ana Wagner

*

Um comentário:

Sir Lurch disse...

Q estranho... Pq não tem comentários no seu blog? Bom, eu sou meio novato com esse negócio de blogs, mas tb escrevo poesias. Se quiser visitar o meu blog, dá uum pulo lá http://sonoloquios.blogspot.com/ Vc parece ser uma pessoas solitária... Bom, falows!