16 de dez de 2007

AUSÊNCIA


AUSÊNCIA


Ana Wagner

labaredas no olhar
num delírio de nadas
verde constelação

na madrugada
luar de leite
folhas de prata

agora dia
e o sol ferindo a visada
como um lírio aberto

logo mais, crepúsculo
fechando o cálice murcho
de um jardim deserto

depois a noite
o sonho iluminado
por uma profunda
e solitária estrela.

***

3 comentários:

lebre de março disse...

oh, e de fato enquanto segue o dia, entre coisas tristes e ruínas constantes, sempre vem a noite de estrelas para amenizar o tempo...
muito bem escrito de fato, boa sorte em seu caminho..

(mera perguntinha...porque os comentários não aceitam mais endereços livres ?)

ana wagner disse...

Olá Lebre! Obrigada pela visita. Realmente o blog está tendo alguns problemas que ainda não consegui resolver, mesmo trocando o template. Espero que tudo volte ao normal. Nas opções de identidade temos:
-blogger
-apelido ou
anônimo. Aqui continua igual. Um beijo!

Poeta da Lua disse...

fez-me lembrar o sonho que tenho:

...debaixo de uma lua cheia e explendorosa...

um abraço e um sorriso!
até