26 de fev de 2008

IZABEL DIAS













MENINA E MULHER



Contradições de tempos...
Menina e mulher...
Meu eu agora, quer o sonho real.
Olho no espelho e ainda estou lá.
Aquela menina sonhadora que daria
tudo pra perder-se no mar de teus olhos,
enquanto a boca, beijava a poesia.
Mas, se o sonho for real, será normal?
Não gosto do normal...
Gosto da loucura da imaginação,
do que apenas uma mulher é
capaz de ousar;
mas, também guardo a menina,
que sempre te esperou...
A toda hora eu tropeço no cotidiano,
e caio nos braços do delírio de ser,
aquela que você elegeu sua rainha.
Estou aqui, mas viajando em você,
e no mundo encantado que me trazes.


(Izabel Dias 25/02/2008)

Um comentário:

martha barbosa disse...

Ana, volto a te visitar, suas poesias são maravilhosas, simples, verdadeiras obras feitas pela sua alma. parabéns.meu blog é marthacorreaonline.blogspot.com.Acho que você já tem meu blog, Um abraço;