2 de set de 2007

RENÚNCIA

RENÚNCIA

Não vou mais
render graças
aos encantos
por que deveria ?
se nesse canto
tanto pranto
não caberia
a busca insana
por iludir e seduzir
a quem ama
e espera, inspira
e então esquece;
no limiar do dia
a penumbra destila
todo o veneno
e seguirei inteira
desfrutando a liberdade
dessa dolorosa renúncia

Ana Wagner

Um comentário:

Poeta da Lua disse...

vim para deixar-te um abraço...
até...